Home

Central de Atendimento

De segunda à sexta das 07:00 às 18:00 hs

(11) 5031-8484

 

Autor: Dr Fabiano Cunha

A dor no quadril ou na virilha pode ser um sintoma de desgaste no quadril. estalos ao caminhar, dificuldade de levantar e de cruzar a perna, dor para descer escadas, são todos sinais de artrose no quadril. veja aqui como tratar essa artrose na articulação sem cirurgia.

 

Há 20 anos atrás se iniciou no Japão um tratamento para artrose de joelho, baseado em uma injeção de um lubrificante natural do corpo humano, chamado hialuronato, ou ácido hialurônico. Este tratamento mostrou resultados muito bons e hoje é padrão no mundo todo. Animados com os resultados, Os Japoneses e Italianos iniciaram a aplicação no quadril, em casos de artrose leve a moderada, quando ainda há um pouco de cartilagem no quadril. Há 10 anos um professor italiano, Dr Migliore, autor de vários trabalhos científicos na área veio ao Brasil para um congresso e nos ensinou a realizar esta aplicação no quadril.
A osteoartrite (ou Artrose) é a doença degenerativa mais frequente após os 50 anos, com desgaste sendo observado em 70% dos indivíduos. A dor na virilha pode ser o primeiro sintoma de artrose de quadril, podendo aparecer após exercicios ou ao cruzar a perna. Cruzar a perna pode ficar difícil, caminhar pode gerar dor na lateral da coxa, é a chamada tendinite, ou bursite de quadril. Embora seja mais frequente em homens com menos de 50 anos de idade, mas depois disso as mulheres sofrem mais artrose de quadril. Os fatores de risco que favorecem o aparecimento de osteoartrite de quadril pode ser dividida em evitáveis e não evitáveis: fatores evitáveis incluem aumento de peso, tipo de atividade ocupacional, atividade esportiva, traumatismos anteriores, alterações no alinhamento dos membros inferiores , e densidade mineral óssea; fatores não evitáveis são idade e fatores genéticos.
Estima-se que 15% da população do mundo têm doenças articulares; mais de 39 milhões de pessoas na União Europeia e mais de 20 milhões de americanos têm OA. Em 2020, esses números provavelmente irá dobrar 1
O processo é realizado com auxílio de um aparelho de ultrassom, que mostra o local exato onde deve se aplicada a medicação, para ter certeza de bom resultado. Nestes 10 anos o tipo de ácido Hialuronico melhorou, os pacientes estão procurando tratamento mais cedo, e cada vez temos visto resultados melhores, Em muitos países, quando há queixa de dor no quadril e se identifica uma artrose na fase inicial já se recomenda esta injeção, com objetivo de evitar a prótese de quadril, mesmo que por algum tempo.
Casos de artrose grave, com indicação de prótese de quadril podem fazer esta injeção para evitar a prótese ?
A injeção de Hialuronato tem chance de melhorar a dor e o movimento, mas por algum tempo, algo em torno de 1 ano. Quanto mais grave a artrose menor a chance de evitar a cirurgia, mas alguns pacientes tentam a injeção como último recurso antes da cirurgia, melhoram da dor por 6 meses, 1 ano e depois fazem a prótese. Muitos pacientes que fizeram a injeção no quadril para evitar a prótese voltam a fazer outra injeção em 1 ano, pois tiveram bom resultado. É fundamental que passe em consulta conosco, para ver os exames e ser examinado, antes de realizar este tratamento.
O tratamento da artrose de quadril com injeções atrapalha depois para realizar a prótese?
Nestes 10 anos realizando estas aplicações nunca houve 1 caso de infecção, de piora das dores, ou algum cliente que foi para prótese e teve problemas. São etapas de tratamento, sendo que a injeção vem se mostrando uma opção muito boa na melhora das dores. 
Como este tratamento de desgaste no quadril é realizado?
Para aplicar o líquido lubrificante no quadril marcamos um dia e hora no laboratório, um radiologista vai colocar o ultrassom sobre a pele (igual exame de grávida), vai achar o local correto e com anestesia local realizamos a aplicação. O procedimento demora menos de 10 minutos, a dor é mínima, pois fazemos a anestesia e o paciente pode andar normalmente depois de aplicar.
E importante ficar claro que é uma opção de tratamento que tem mostrado bons resultados e deve ser pensada em pacientes que querem evitar a cirurgia de prótese.
1. Flanigan DC, Harris JD, Trinh TQ, Siston RA, Brophy RH. Prev- alence of chondral defects in athletes’ kneesda systematic review. Med Sci Sports Exerc 2010;42:1795e801.

Convênios

  • ABET
  • AFRESP
  • ALLIANZ
  • AMIL
  • CET
  • CABESP
  • CARE PLUS
  • CASSI
  • GAMA - SAÚDE CAIXA
  • MAPFRE
  • MARITIMA
  • MEDISERVICE
  • NOTRE DAME - INTERMEDICA
  • PORTO SEGURO
  • POSTAL SAUDE
  • SABESPREV
  • SAUDE CLASS
  • SUL AMERICA